Os direitos humanos e a Igreja Perseguida | Igreja Evangélica Betânia

missões

11 de dezembro de 2013 • 13:28

Os direitos humanos e a Igreja Perseguida

Hoje é o dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos! Quais são os direitos dos cristãos perseguidos? Quais são nossos direitos, como parte da Igreja ao redor do mundo? Confira o comentário em vídeo do Irmão André, fundador da Portas Abertas, sobre a criação dos Direitos Humanos e sua relação com a Igreja Perseguida.

De acordo com o Artigo 18 da Declaração Universal de Direitos Humanos, de 1948: “Toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião; este direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa religião ou crença, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pela observância, isolada ou coletivamente, em público ou em particular”.

Na prática, porém, nem sempre é assim que acontece. Países como China, Índia, Irã, Iraque, Afeganistão, entre outros, costumam ocupar as manchetes por diferentes motivos, mas, raramente, são vinculados pela mídia secular à perseguição, muitas vezes implacável, que os adeptos da fé cristã sofrem nesses lugares.

Quando uma violação dos direitos humanos pode ser considerada perseguição? Quem é classificado como perseguido quando se trata sobre liberdade religiosa? Esclareça suas dúvidas e entenda melhor o trabalho da Portas Abertas.

Valores Centrais
Você conhece os Valores Centrais da Portas Abertas?

• Somos pessoas de fé
• A Bíblia dirige a nossa vida
• Nosso objetivo maior é a glória de Deus
• Nossa vida é dedicada a Cristo e sua grande comissão
• Somos pessoas de oração
• Somos parte do Corpo, logo, somos pessoas voltadas para pessoas
• Nossa tarefa é atender às solicitações da Igreja Perseguida

Saiba mais sobre cada um desses valores.

Fonte: Portas Abertas Brasil